Sobre Palavras e Silêncios

O livro mais mentiroso que existe é o dicionário.
Pois é, o dicionário. Ele nos dá definições e conceitos bem definidos, nos dando a sensação de que as coisas têm um significado puro e simples.
Mas não falamos só por palavras. Falamos também por silêncios. Lacunas entre uma palavra e outra, às vezes entre uma sílaba e outra. O silêncio não tem um significado sólido, consagrado no dicionário. Mas ele está presente em toda comunicação. Como a música que é feita de som e silêncio, de notas e pausas, o diálogo é feito de palavras e silêncios.
Tanto o silêncio quanto a palavra precisam ser interpretadas, intuídas. Mas as palavras tendem a nos enganar com suas definições pré-estabelecida. Pura ilusão. O silêncio, ao menos, é honesto em seu mistério.
O dicionário é o livro mais mentiroso porque nos faz crer que tudo pode ser dito com palavras. Não. Muitas coisas só podem ser entendidas nas lacunas entre uma palavra e outra.

Ricardo Meloni

Idealista incurável, que acredita no potencial de transformação e de criatividade humana.